26.8 C
Brasil
sexta-feira, setembro 17, 2021

Covid-19: São Paulo reduz a taxa de mortes para o nível de abril

Nesta quinta-feira, 15, a média móvel de mortes em São Paulo atingiu patamar semelhante ao que ocorria entre meados de abril, e muito ligeiramente em maio. Trata-se de 115,1 registros fatais. Para se ter uma ideia, o pico de notificações foi atingido no dia 4 de agosto, quando a média móvel de óbitos chegava a 289,4 registros.

Comparando com os dados do último dia 1º — ou seja, considerando os últimos 14 dias — o estado encontra-se em tendência de queda. Neste período há uma retração de 28,5%, superior aos 15% de variação que os epidemiologistas consideram em um patamar de estabilidade.

Em relação aos casos, a tendência é de estabilidade, já que a variação foi menor do que 15%. A média móvel registrada nessa quinta-feira foi de 4.172,7. Em comparação com o último dia 1º, a retração foi de 12,8%. Desde o final de setembro, estas notificações estão dentro do intervalo de 4.000 registros, mas nos últimos dias, aproximou-se lentamente do liminar inferior a esta marca.

LEIA TAMBÉM

A misteriosa complicação do coronavírus em algumas crianças

Desde a última sexta, 76% da população do estado pode companhar uma esperançosa retomada da vida cultural com museus, cinemas, bibliotecas e outros equipamentos do tipo recebendo aval do governo para erguer as portas pela primeira vez desde março, dentro do chamado Plano São Paulo. Trata-se de um fruto positivo da retração dos indicadores epidemiológicos nos últimos tempos. A título de comparação, no mês de maio, a ocupação dos leitos de UTI na Região Metropolitana chegava a preocupantes 92%. Nesta quinta-feira, a taxa estava em cerca de 41%.

Estes cálculos de médias móveis realizados por VEJA consideram os registros absolutos dos últimos sete dias, somados e, na sequência, divididos por 7. Deste modo é possível ter um retrato mais homogêneo do avanço da doença, pois anula-se os atrasos de notificações aos feriados e finais de semana.

!function(e,t,s,i){var n=’InfogramEmbeds’,o=e.getElementsByTagName(‘script’),d=o[0],r=/^http:/.test(e.location)?’http:’:’https:’;if(/^/{2}/.test(i)&&(i=r+i),window[n]&&window[n].initialized)window[n].process&&window[n].process();else if(!e.getElementById(s)){var a=e.createElement(‘script’);a.async=1,a.id=s,a.src=i,d.parentNode.insertBefore(a,d)}}(document,0,’infogram-async’,’//e.infogr.am/js/dist/embed-loader-min.js’);

Continua após a publicidade

- Advertisement -

Ultimas Notícias

Saiba como atua um urologista

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o profissional especializado em urologia é o responsável por cuidar...

As doenças que afetam o sistema reprodutor masculino – saiba quais são

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o pênis e o sistema reprodutor masculino são extremamente suscetíveis...

Atente-se a sua saúde: Doenças comuns no sistema reprodutor masculino

Muitos homens, de acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, costumam deixar a saúde de lado, o que...

‘Esse endividamento é monstruoso’, diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio

O presidente Jair Bolsonaro justificou nesta segunda-feira, 19, a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, a impossibilidade do auxílio emergencial ser prolongado em...

Protesto violento marca primeiro ano de revolta social no Chile

Milhares de manifestantes se reuniram no domingo 18 nos entornos da Praça Itália, no centro de Santiago, para comemorar o primeiro aniversário dos grandes...