40 C
Brasil
domingo, setembro 19, 2021

De Greta à OMS: as especulações sobre quem vai levar o Nobel da Paz

Apesar da lista dos indicados ser guardada por 50 anos, as especulações sobre quem será laureado com o prêmio Nobel de Paz na sexta-feira, 9, giram em torno da ativista sueca Greta Thunberg, a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Arden, instituições como a Organização Mundial da Saúde (OMS) ou as que defendem a liberdade de imprensa. Até mesmo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi indicado para concorrer ao prêmio.

A única coisa que se sabe sobre os candidatos é que, ao todo, são 211 indivíduos e 107 organizações concorrendo, segundo o Instituto Nobel.

A OMS entrou na lista de cotados por conta da resposta à Covid-19. Em sites de aposta, a organização está na frente de nomes como o da ativista ambiental Greta Thunberg. Se laureado, o órgão seria a 12° instituição vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU) a ganhar o prêmio.

No entanto, a pandemia só foi declarada no dia 11 de março, e as candidaturas já haviam se encerrado em 21 de janeiro. Outros nomes relacionados ao combate ao coronavírus também são especulados, como a de Arden, mas a questão do prazo implica na nomeação.

As ONGs Repórteres Sem Fronteiras (RSF) e a americana Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) também são mencionada como possíveis candidatas ao prêmio.  “Acredito que o prêmio pode ir para uma organização que proteja jornalistas, ou para jornalistas em campo”, disse o diretor do Instituto de Pesquisas para a Paz de Oslo (Prio), Henrik Urdal.

Trump também foi indicado, mas a candidatura veio fora do prazo. As expectativas para o americano, no entanto, são baixas. “Donald Trump não fez nada para merecer o prêmio”, afirmou Urdal.

Outros nomes que circulam em Oslo são a ONG Transparência Internacional, a chanceler alemã, Angela Merkel, a afegã Fawzia Koofi, o Programa Mundial de Alimentos (PMA), ou o secretário-geral da ONU António Guterres.

Entre as candidaturas conhecidas, ou presumidas, reveladas por seus “padrinhos”, incluem a população de Hong Kong, a Otan, o cacique brasileiro Raoni Metuktire, o trio Julian Assange-Edward Snowden-Chelsea Manning e o ex-primeiro-ministro grego Alexis Tsipras e seu colega macedônio Zoran Zaev.

(Com AFP)

Continua após a publicidade

- Advertisement -

Ultimas Notícias

Saiba como atua um urologista

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o profissional especializado em urologia é o responsável por cuidar...

As doenças que afetam o sistema reprodutor masculino – saiba quais são

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o pênis e o sistema reprodutor masculino são extremamente suscetíveis...

Atente-se a sua saúde: Doenças comuns no sistema reprodutor masculino

Muitos homens, de acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, costumam deixar a saúde de lado, o que...

‘Esse endividamento é monstruoso’, diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio

O presidente Jair Bolsonaro justificou nesta segunda-feira, 19, a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, a impossibilidade do auxílio emergencial ser prolongado em...

Protesto violento marca primeiro ano de revolta social no Chile

Milhares de manifestantes se reuniram no domingo 18 nos entornos da Praça Itália, no centro de Santiago, para comemorar o primeiro aniversário dos grandes...