31.7 C
Brasil
segunda-feira, abril 12, 2021

França chega a 2 mi de casos e Itália bate recorde em óbitos por Covid-19

Na terça-feira 17, a França se tornou o primeiro país europeu a superar os 2 milhões de casos de Covid-19, enquanto a Itália registrou seu pior número de mortes em apenas um dia desde o início da pandemia. Puxado pela Europa, o número de mortes nas últimas 24h por Covid-19 em todo o mundo foi de 11.115, um recorde até o momento.

A Itália, um dos primeiros países a sofrer com a pandemia no começo do ano, se manteve estável após ter chegado ao pico em julho, mas um novo surto alavancou o número de casos diários e mortes. Em 24 horas, foram 731 novas mortes e 32.191 novos infectados. Ao todo são 46.464 óbitos e 1.238.072 pessoas que foram infectadas.

O governo anunciou medidas para conter a propagação do vírus. Para evitar um lockdown nacional, optou por isolar as regiões mais afetadas, fechando o comércio não essencial, porém, mantendo as aulas presenciais.

Já França se tornou o primeiro país europeu a ultrapassar a marca dos 2 milhões de casos. Atualmente, os fraceses contabilizam 2.087.183 casos e 46.346 mortes. A Alemanha registrou o segundo número de óbitos mais alto desde o início da pandemia da doença, foram 305 pessoas vítimas da Covid-19 em 24h. 

Segundo o boletim epidemológico da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado na terça-feira 17, a Europa foi o continente que registrou o maior número de mortes por Covid-19 nos últimos sete dias. Foi um acréscimo de 18%, contra 15% da Ásia e Pacífico e 11% das Américas.

Ao mesmo tempo, o número de novos casos no continente europeu registrou uma baixa de 10%, enquanto o continente americano teve uma taxa de crescimento de novos pacientes de 44% – a maior parte dos casos vem dos Estados Unidos, onde desde o dia 3 de novembro são registrados mais de 100.000 testes positivos por dia.

Em todo mundo, morreram 1,34 milhões de pessoas por conta da doença e 55.784.525 foram infectadas – dessas, 35.898.286 já se curaram, segundo a Universidade Johns Hopkins. Os países mais afetados continuam sendo os Estados Unidos, com mais de 11 milhões de casos, seguido pela Índia, que próxima de chegar aos 9 milhões, e o Brasil, com 5,9 milhões de casos.

O recorde do número de mortes por Covid-19 no mundo ocorre ao mesmo tempo em que farmacêuticas começam a revelar a eficácia das vacinas que estão sendo produzidas. Enquanto uma vacina da gripe comum possuí entre 40% a 60% de eficácia, os imunizantes contra o coronavírus estão apresentando valores acima dos 90% – Pfizer com 95% de eficácia, CoronaVac com 97% e Moderna com 94,5%.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Tiroteio em frente a hospital de Paris deixa ao menos um morto e um ferido

Em frente ao hospital privado Henry Dunant, em Paris, na França, um homem foi morto e uma agente de segurança ficou gravemente ferida nesta...

Morte de homem negro pela polícia desperta novos protestos em Minneapolis

O assassinato de um jovem durante uma blitz policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, provocou indignação em todo o país e despertou novos protestos...

Irã classifica apagão em usina nuclear de Natanz como “ato terrorista”

A usina atômica de Natanz, no Irã, sofreu um blecaute na manhã deste domingo. As autoridades iranianas classificaram o incidente como um ato de...

Igreja Católica da Austrália paga indenização milionária a vítima de abuso

Um homem de 58 anos cuja identidade não foi revelada vai receber uma indenização de 1,5 milhão de dólares australianos (cerca de 6,5 milhões...

Peru vai às urnas com 18 candidatos à Presidência – e nenhum é favorito

Nas eleições peruanas de 2011, o romancista peruano Mario Vargas Llosa, ganhador do Prêmio Nobel, disse que a população precisaria escolher entre a “Aids...