18.1 C
Brasil
quinta-feira, maio 6, 2021

Nos 35 anos da tragédia de Chernobyl, Ucrânia diz que URSS sabia de perigo

No 35º aniversário do acidente nuclear de Chernobyl, nesta segunda-feira, a Ucrânia divulgou documentos revelando que a União Soviética sabia dos perigos envolvidos e encobriu ocorrências de antes do desastre de 1986. Depois de um teste de segurança fracassado no quarto reator da usina, localizado no que era então a Ucrânia soviética, nuvens de material radioativo se espalharam por grande parte da Europa no que continua sendo o pior desastre atômico do mundo.

Em comunicado, o serviço de segurança da Ucrânia, SBU, revelou que houve um vazamento de radiação na usina em 1982.  O incidente foi abafado usando o que um relatório da KGB na época chamou de medidas “para prevenir o pânico e rumores provocativos”. “Em 1983, a liderança de Moscou recebeu informações de que a usina nuclear de Chernobyl era uma das mais perigosas da União Soviética devido à falta de equipamentos de segurança”, disse o serviço de segurança.

Em outro caso revelado pela SBU, um ano após o acidente nuclear, um jornalista francês coletou amostras de água e solo da área de Chernobyl. A KGB , então, trocou as amostras verdadeiras por outras falsas em uma operação especial.

Trinta e um trabalhadores da usina e bombeiros morreram logo após o desastre de 1986, principalmente de doença aguda causada pela radiação. Outros milhares mais tarde sucumbiram a doenças relacionadas à radiação, como o câncer, embora o número total de mortes e os efeitos à saúde de longo prazo continuem sendo um assunto de intenso debate.

O governo atual em Kiev destacou a forma desajeitada como as autoridades soviéticas lidaram com o acidente e as tentativas de encobrir o desastre na sequência. A ordem de evacuação da área veio apenas 36 horas após o acidente. “O 35º aniversário da tragédia de Chernobyl é um lembrete de como a desinformação patrocinada pelo Estado, propagada pelo regime totalitário soviético, levou ao maior desastre causado pelo homem na história da humanidade”, disse o Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Bolsonaro insinua que coronavírus faz parte de ‘guerra biológica’ chinesa

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a China nesta quarta-feira, 5, afirmando em evento no Palácio do Planalto que o país asiático teria...

Ex-policial condenado por assassinato de George Floyd pede novo julgamento

O ex-policial Derek Chauvin, preso e condenado pela morte de George Floyd, pediu a realização de um novo julgamento sobre o seu caso. A...

Saiba como preparar uma noite de vinhos e queijos em casa

Com a chegada do tempinho frio, uma dica perfeita é receber amigos e familiares em casa para desfrutar de uma boa noite...

Rússia liberta brasileiro preso no país desde fevereiro de 2019

O presidente Jair Bolsonaro anunciou neste domingo, 2, que o governo russo libertou Robson Nascimento de Oliveira, brasileiro que estava preso no país desde...

Disneylândia reabre, mas ainda com restrições

Conhecido como “o lugar mais divertido da Terra”, a Disneylândia reabriu suas portas dia 30, sexta-feira, depois de mais de um ano de inatividade....