31.7 C
Brasil
segunda-feira, abril 12, 2021

Putin: o czar passa o trator

Quando Vladimir Putin foi nomeado primeiro-ministro da Rússia, em 1999, antes de chegar à Presidência no ano seguinte, muitos pensavam que o desconhecido ex-diretor da KGB apenas daria continuidade às reformas pós-colapso soviético. Como se vê 22 anos depois, tal avaliação era pouco para suas ambições de neoczar. Desde então, não parou de mandar, com forte apoio popular e quase nenhuma resistência. O que chegou mais perto dessa condição, o proeminente adversário Alexei Navalny, está trancado em um rígido campo de prisioneiros, isolado de qualquer palanque. Com a oposição trancafiada, deu-se uma dúvida: o que fazer quando o mandato de Putin, de 68 anos, chegar ao fim em 2024? Esticá-lo. A Câmara dos Deputados russa aprovou na última quarta-feira, 24, uma norma pela qual o presidente poderá se candidatar a dois novos pleitos. Se tudo correr como o planejado, caso seja reeleito (e quem duvida?), ele governaria até 2036. Ao todo, desde 2000, seriam 32 anos no poder, mais do que o ditador Josef Stalin, que mandou e desmandou de 1922 até sua morte, em 1953. De férias na gélida tundra siberiana, no início da semana ele posou para mais uma sessão de fotos com pinta de inimigo do 007, dentro de um trator militar, como quem avisa: “Saiam da frente”. Se já parecia valentão antes, imagine agora, vacinado contra o novo coronavírus. Contudo, como nada é transparente na Rússia, Putin não informou se tomou a Sputnik V caseira ou alguma outra versão de imunizante importado. Com Putin, nada, nunca, é o que parece.

Publicado em VEJA de 31 de março de 2021, edição nº 2731

Ultimas Notícias

Tiroteio em frente a hospital de Paris deixa ao menos um morto e um ferido

Em frente ao hospital privado Henry Dunant, em Paris, na França, um homem foi morto e uma agente de segurança ficou gravemente ferida nesta...

Morte de homem negro pela polícia desperta novos protestos em Minneapolis

O assassinato de um jovem durante uma blitz policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, provocou indignação em todo o país e despertou novos protestos...

Irã classifica apagão em usina nuclear de Natanz como “ato terrorista”

A usina atômica de Natanz, no Irã, sofreu um blecaute na manhã deste domingo. As autoridades iranianas classificaram o incidente como um ato de...

Igreja Católica da Austrália paga indenização milionária a vítima de abuso

Um homem de 58 anos cuja identidade não foi revelada vai receber uma indenização de 1,5 milhão de dólares australianos (cerca de 6,5 milhões...

Peru vai às urnas com 18 candidatos à Presidência – e nenhum é favorito

Nas eleições peruanas de 2011, o romancista peruano Mario Vargas Llosa, ganhador do Prêmio Nobel, disse que a população precisaria escolher entre a “Aids...