28.2 C
Brasil
domingo, setembro 19, 2021

Paquistão bloqueia Tinder por veicular conteúdo ‘imoral’ e ‘indecente’

O Paquistão bloqueou nesta terça-feira, 1, o acesso ao Tinder e outros quatro aplicativos de namoro porque estariam veiculando conteúdo que o governo considera “imoral” e “indecente”. A medida ocorre poucos dias depois que autoridades ameaçaram proibir a plataforma de vídeos YouTube por motivos semelhantes.

A Autoridade de Telecomunicações do Paquistão (PTA) anunciou que impediu usuários de acessar os aplicativos Tinder, Grindr, SayHi, Tagged e Skout, porque essas redes sociais não conseguiram “moderar seu conteúdo” de acordo com as leis do país. Segundo a agência reguladora, as empresas não responderam aos avisos dentro do prazo estipulado.

O órgão afirmou que os aplicativos podem solicitar o fim do bloqueios se mostrarem que estão “regulando o conteúdo indecente e imoral, por meio de um engajamento significativo”. Contudo, não especificou o que quer dizer com “engajamento”.

Dados da empresa de análise Sensor Tower mostram que o Tinder foi baixado mais de 440.000 vezes no Paquistão nos últimos 12 meses. Grindr, Tagged e SayHi foram baixados cerca de 300.000 vezes e o Skout 100.000 vezes no mesmo período.

Shahzad Ahmad, diretor do grupo de direitos digitais Bytes For All, criticou o “policiamento moral” do Paquistão.

Continua após a publicidade

“Se adultos optam por usar um aplicativo, não cabe ao Estado ditar se eles devem usá-lo ou não”, disse.

Na semana passada, a PTA pediu ao YouTube para “bloquear imediatamente conteúdo vulgar, indecente, imoral, com nudez e discurso de ódio para visualização no Paquistão”. A medida foi criticada por ativistas de direitos humanos, que temem a crescente censura e controle sobre a internet e a mídia no país.

Além disso, em julho, as autoridades emitiram um ultimato contra o aplicativo de propriedade chinesa TikTok, ordenando que filtrasse conteúdos obscenos. O aplicativo de transmissões ao vivo Bigo Live foi bloqueado por 10 dias pelo mesmo motivo.

O Paquistão, segundo maior país de maioria muçulmana do mundo depois da Indonésia, impõe inúmeras restrições à liberdade de expressão, muitas vezes em nome do Islã ou da segurança nacional. O país proíbe relações extraconjugais e a homossexualidade.

(Com AFP)

Continua após a publicidade

- Advertisement -

Ultimas Notícias

Saiba como atua um urologista

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o profissional especializado em urologia é o responsável por cuidar...

As doenças que afetam o sistema reprodutor masculino – saiba quais são

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o pênis e o sistema reprodutor masculino são extremamente suscetíveis...

Atente-se a sua saúde: Doenças comuns no sistema reprodutor masculino

Muitos homens, de acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, costumam deixar a saúde de lado, o que...

‘Esse endividamento é monstruoso’, diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio

O presidente Jair Bolsonaro justificou nesta segunda-feira, 19, a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, a impossibilidade do auxílio emergencial ser prolongado em...

Protesto violento marca primeiro ano de revolta social no Chile

Milhares de manifestantes se reuniram no domingo 18 nos entornos da Praça Itália, no centro de Santiago, para comemorar o primeiro aniversário dos grandes...