26.8 C
Brasil
sexta-feira, setembro 17, 2021

Rio de Janeiro volta a ter queda em mortes por Covid-19

Após um período de aumento, o estado do Rio de Janeiro voltou a apresentar queda na curva de óbitos pela Covid-19, segundo levantamento feito por VEJA com base nas médias móveis e usando os dados oficiais. Nesta segunda-feira, 5, o estado registrou uma média móvel de mortes de 69,9, uma queda de 32,4% em relação há duas semanas.

Leia nesta edição: os planos do presidente para o Supremo. E mais: as profundas transformações provocadas no cotidiano pela pandemiaVEJA/VEJA

Por outro lado, o número de novos casos está aumentando, na comparação com o mesmo período. Nesta segunda-feira, 5, a média móvel de casos registrados no Rio de Janeiro foi de 1.618,9, contra 1.319,4 registrados há 14 dias. A capital fluminense apresenta redução semelhante à do estado: queda de óbitos e um aumento expressivo nos novos diagnósticos pela doença.

LEIA TAMBÉM: Entrevista: “Para viver com saúde, a gente precisa refletir sobre a morte”

Na última sexta-feira, 2, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro divulgou a sétima edição da nota técnica e do painel de indicadores sobre a pandemia de coronavírus no estado. De acordo com o documento, 98% da população está em áreas de baixo risco para Covid-19. Somente a Região Centro-Sul, cuja população corresponde a menos de 2% da total do estado, encontra-se em risco moderado de contrair a doença.

Os motivos apontados pela Secretaria para melhora nos índices incluem a redução de óbitos por síndrome respiratória aguda grave (Srag) em relação às semanas anteriores e redução nas taxas de ocupação de leitos. Embora a queda de óbitos seja um ponto positivo, o aumento dos casos gera um alerta, principalmente diante dos frequentes recordes de calor e aglomerações nas praias. Vale ressaltar que as medidas de prevenção, incluindo distanciamento físico de 1,5 metro de outras pessoas, uso de máscara, higienização constante das mãos e evitar aglomerações ainda são as únicas formas de reduzir o risco de se transmissão e de controlar a doença.

A média móvel semanal é calculada a partir da soma do número de casos e mortes nos últimos sete dias, dividida por sete, número de dias do período contabilizado – o que permite uma melhor avaliação ao anular variações diárias no registro e envio de dados pelos órgãos públicos de saúde, problema que ocorre principalmente aos finais de semana. O valor final, comparado com as últimas semanas e meses, dá uma noção mais ampla do aumento ou diminuição do contágio.

O levantamento só considera que houve aumento ou queda na taxa quando a variação for superior a 15%, segundo critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS) – abaixo disso, a situação é tida como de estabilidade.

!function(e,t,s,i){var n=’InfogramEmbeds’,o=e.getElementsByTagName(‘script’),d=o[0],r=/^http:/.test(e.location)?’http:’:’https:’;if(/^/{2}/.test(i)&&(i=r+i),window[n]&&window[n].initialized)window[n].process&&window[n].process();else if(!e.getElementById(s)){var a=e.createElement(‘script’);a.async=1,a.id=s,a.src=i,d.parentNode.insertBefore(a,d)}}(document,0,’infogram-async’,’//e.infogr.am/js/dist/embed-loader-min.js’);

Continua após a publicidade

- Advertisement -

Ultimas Notícias

Saiba como atua um urologista

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o profissional especializado em urologia é o responsável por cuidar...

As doenças que afetam o sistema reprodutor masculino – saiba quais são

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o pênis e o sistema reprodutor masculino são extremamente suscetíveis...

Atente-se a sua saúde: Doenças comuns no sistema reprodutor masculino

Muitos homens, de acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, costumam deixar a saúde de lado, o que...

‘Esse endividamento é monstruoso’, diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio

O presidente Jair Bolsonaro justificou nesta segunda-feira, 19, a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, a impossibilidade do auxílio emergencial ser prolongado em...

Protesto violento marca primeiro ano de revolta social no Chile

Milhares de manifestantes se reuniram no domingo 18 nos entornos da Praça Itália, no centro de Santiago, para comemorar o primeiro aniversário dos grandes...