38.4 C
Brasil
domingo, setembro 19, 2021

Venda de carros usados chega a 1,4 milhão em setembro e supera faturamento de 2019

O empresário Luiz Augusto, atua com compra e venda de carros usados há 30 anos. Ele conta como o período rigorosa da pandemia trouxe prejuízos financeiros ao setor. O empresário conta que a situação começou a melhorar neste segundo semestre e releva que, para sua surpresa, já na primeira quinzena de outubro bateu recorde de vendas, o que representa a recuperação parcial das atividades. “Acredito que quem vá usar o transporte público ou mesmo o transporte de aplicativo fica com essa insegurança. E não existe nada mais seguro que o seu automóvel, você limpou, você higienizou e você sabe onde você está”, opina.

No geral, ao escolher um veículo usado, a preferência dos compradores é por carros de 9 a 12 anos de rodagem, chamados “usados maduros”. Já os considerados “velhinhos”, que circulam há pelo menos 13 anos ou mais, são a segunda opção. Em seguida estão os “usados jovens”, de 4 a 8 anos, e os seminovos, de até 3 anos. Dados da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores, apontam que até a primeira quinzena de março, a média diária de usados vendidos era de 61 mil veículos. Com a pandemia, já no início de abril, esse número despencou para 10 mil. Mas com a flexibilização da quarentena, pouco a pouco o setor foi se recuperando no Brasil. Em agosto de 2020, o número de vendas no país foi de cerca de 1,2 milhão. No mês seguinte, as vendas cresceram e chegaram a quase 1,4 milhão, número que, também supera, o mesmo período do ano passado, que foi de cerca de 1,2 milhão.

Segundo o presidente da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de veículos Automotores, Ilídio dos Santos, o crescimento do setor se deve a diversos fatores, entre eles, a chamada “troca com troco“, que é quando a pessoa, substitui o próprio carro por um veículo mais rodado, para adquirir uma parte em dinheiro. Além disso, ainda segundo o presidente da Fenauto, o momento é propício para a compra de veículos usados. “O momento está muito propício para a compra, primeiro pelos preços que não aumentaram e, hoje, estamos com taxa de juros bem baixa, nunca esteve tão baixa como está agora e as condições de financiamento também estão excelentes”, avalia. Em agosto, os ônibus da cidade de São Paulo perderam mais da metade dos passageiros com a pandemia. De acordo com dados da SPTrans, o número de pessoas transportadas por dia caiu de 3,3 milhões, registrado do novo coronavírus, para um 1,5 milhão em julho.

*Com informações da repórter  Caterina Achutti

- Advertisement -

Ultimas Notícias

Saiba como atua um urologista

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o profissional especializado em urologia é o responsável por cuidar...

As doenças que afetam o sistema reprodutor masculino – saiba quais são

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o pênis e o sistema reprodutor masculino são extremamente suscetíveis...

Atente-se a sua saúde: Doenças comuns no sistema reprodutor masculino

Muitos homens, de acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, costumam deixar a saúde de lado, o que...

‘Esse endividamento é monstruoso’, diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio

O presidente Jair Bolsonaro justificou nesta segunda-feira, 19, a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, a impossibilidade do auxílio emergencial ser prolongado em...

Protesto violento marca primeiro ano de revolta social no Chile

Milhares de manifestantes se reuniram no domingo 18 nos entornos da Praça Itália, no centro de Santiago, para comemorar o primeiro aniversário dos grandes...