26.8 C
Brasil
sexta-feira, setembro 17, 2021

Setor de aço vê impacto menor da crise, mas nega alta de preços na construção

A siderurgia brasileira revisa projeções mais negativas, realizadas no calor da pandemia, após os resultados do setor no segundo semestre. O recuo do consumo aparente foi revisto de 14,4% para menos 4,7%, cerca de 20 milhões de toneladas. Mas o cenário otimista é cercado também por reclamações de falta de produtos e altas seguidas nos preços. O presidente do Instituto Aço Brasil, Marco Polo de Mello Lopes, rebate. “Quando o setor da construção civil coloca que está havendo desabastecimento, que houve aumento das exportações no setor aço para terem o menor nível de oferta e implementarem aumento abusivos, esse posicionamento não corresponde a realidade”, garante.

O secretário da Economia, Carlos da Costa, visitou uma fábrica no interior de São Paulo, considerada a maior da América Latina na produção de vergalhões. O setor do aço representa forte recuperação pós-crise da Covid-19. Sobretudo, essa recuperação é impulsionada pela construção civil e pela indústria automotiva. “Nós tínhamos certeza que o Brasil ia voltar em ‘V’, que emprego, renda e produção iriam retomar rapidamente até pelas medidas corajosas que nós implementados. Agora a magnitude e a velocidade ela surpreendeu até os mais otimistas. Vários setores estão sendo crescendo a mais de dois dígitos em relação ao ano passado”, afirma.

O vice-presidente da Gerdau Aço, Marcos Faraco, lembra que a queda na produção passou da estimativa de 18,8%, em abril, para 6,4%. A empresa não demitiu e está contratando. “Se a gente olhar em abril foi uma surpresa. Mas ao longo dessas semanas a gente vai tendo uma confirmação dessa retomada e hoje vamos olhando de forma positiva para essa retomada da economia”, explica. Se a indústria dá sinais claros de recuperação, o setor de serviços ainda patina e preocupa; o desemprego no país atinge milhões e há grande incerteza com o fim do auxílio emergencial.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos

- Advertisement -

Ultimas Notícias

Saiba como atua um urologista

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o profissional especializado em urologia é o responsável por cuidar...

As doenças que afetam o sistema reprodutor masculino – saiba quais são

De acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, o pênis e o sistema reprodutor masculino são extremamente suscetíveis...

Atente-se a sua saúde: Doenças comuns no sistema reprodutor masculino

Muitos homens, de acordo com o médico urologista Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, costumam deixar a saúde de lado, o que...

‘Esse endividamento é monstruoso’, diz Bolsonaro sobre prorrogação do auxílio

O presidente Jair Bolsonaro justificou nesta segunda-feira, 19, a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, a impossibilidade do auxílio emergencial ser prolongado em...

Protesto violento marca primeiro ano de revolta social no Chile

Milhares de manifestantes se reuniram no domingo 18 nos entornos da Praça Itália, no centro de Santiago, para comemorar o primeiro aniversário dos grandes...